23/08/2016

Belvedere


Ha sítios que nos inspiram, que nos fazem querer ficar. Sítios em que cada detalhe é pensado e elaborado com amor e por isso nos fazem sentir longe do turismo de massas. O Belvedere resort, um pequenino resort de 7 bungalows, em Zanzibar é um desses casos.

Gabriele, o dono, nasceu na Roménia mas viveu boa parte da vida em Viena. Há 4 anos apaixonou-se por Zanzibar, vendeu tudo o que tinha na Europa e fixou-se em Jambiani, uma vila de pescadores na costa Este de Zanzibar. Começou por construir uma casa, a sua, e pouco depois construiu os bungalows para o turismo, mesmo ao lado.

Para se chegar aqui atravessa-se a pequena vila, em direção ao mar. Em Jambiani, os homens pescam e as mulheres cultivam alga marinha para vender à indústria farmacêutica e de cosméticos. 

Sobre a areia branca e de frente para o mar turquesa, nasceu este Belvedere. Apaixonei-me mal cheguei. Tudo bonito e cuidado ali.



Os bungalows têm o interior despojado mas confortavel e encantador e os materiais usados mostram o cuidado no equilíbrio com a natureza: madeira, folhas de palmeira para o entrançado dos telhados, corda de fibra de coco, conchas, pele de cabra...

Os bancos das zonas comuns são velhos barcos adaptados, cortes de grandes troncos de árvore são usados como mesas. Por baixo da copa de uma árvore, bem de frente para para o mar, está um baloiço todo ele feito com corda de fibra de coco. 

Todas estas peças foram recriadas pelo próprio Gabriele, talvez também por isso este lugar transmita esta atmosfera tão cozy. Recomendo, sem dúvida, a quem viajar até Zanzibar.









SHARE:

2 comentários

© Anantique. All rights reserved.