29/09/2016

Mostra-me a tua casa - dir-te-ei quem és


Casa Joshua Tree, California

Ontem tropecei num artigo, publicado há já algum tempo, mas sempre actual, sobre Feng Shui, um termo de origem chinesa que significa “vento e água”. Esta corrente de pensamento tem uma tradição de mais de 4.000 anos e fundamenta-se na circulação de energia apelidada de chi.


Para os defensores do Feng Shui, um terreno ou edificação possui a sua própria carga energética e sofre influências do que estiver colocado à sua volta. A partir desta constatação, e tendo como base a importância das forças da natureza, os mestres chineses começaram a aprofundar os estudos sobre as melhores localizações para determinadas edificações, e dentro destas, os melhores locais para se disporem móveis e objectos. As suas técnicas e práticas proporcionam um equilíbrio com as forças da Natureza, o que nos permite alcançar saúde, harmonia e boa sorte.

Cada vez mais popular no Ocidente, o Feng Shui é hoje em dia multidisciplinar ao incorporar, nas suas orientações, conhecimentos de áreas tão distintas como a arquitectura, a geografia, o design, entre outros.

Para quem tiver vontade de saber um pouco mais sobre o tema, fica este simples e prático artigo, Mostra-me a tua casa e dir-te-ei quem és.

Existem muitas variações do Feng Shui mas, basicamente dividem-se em 3 grupos:
A escola da Forma, a escola da Bússola e a escola Tibetana ou do Chapéu Negro.

A " Escola da Bússola " é a mais difundida na China, os seus mestres utilizam o Lo Pan, uma bússola magnética rodeada por um disco que contém uma imensidão de caracteres e vários números. Este método valoriza a interação das pessoas com suas casas e considera os seres humanos como a energia mais importante do ambiente. 

De acordo com essa escola, para proceder a um ajuste no equilíbrio dos elementos, é necessário ainda conhecer as direções obedecidas na construção. Segundo a tradição chinesa, as construções devem obedecer as direções dos pontos cardeais e as características geográficas do terreno. Nas grandes cidades, nem sempre é possível obedecer a essas direções, então o Feng Shui entra com as correções necessárias, com o auxílio de uma bússola e pêndulos, definindo a partir da identificação do norte da casa, quais as direções auspiciosas e quais as não auspiciosas.

Há uns anos atrás, numa viagem à China trouxe um Lo Pan. Não o sei utilizar mas quem sabe se um dia destes não me dedico a aprofundar este interessante tema!


SHARE:

Sem comentários

Publicar um comentário

© Anantique. All rights reserved.