06/11/2016

Monte Saraz


No fim-de-semana longo (bendito feriado que está de volta!) rumamos ao Alentejo. Monsaraz, na verdade o Monte Saraz foi, durante 4 dias, o nosso maravilhoso abrigo.
Este Monte oitocentista é propriedade de um sociólogo holandês, Marc Lammerink, que há 12 anos se encantou pela região.   

É composto pela Casa do Lagar (casa mãe), onde são servidos os pequenos-almoços e se encontram as duas suites, onde ficamos, e por quatro pequenas habitações independentes. A decoração é sóbria e rústica com um ou outro apontamento etnográfico, trazido pelo nosso simpático anfitrião, das suas frequentes viagens por África e América do Sul.
Por aqui respira-se natureza e acorda-se com o canto dos pássaros e o chocalhar tão alentejano das cabras. Uma paz.
Ao longe, bem no cimo do monte, avista-se a bela vila de Monsaraz, para mim, uma das mais bonitas do país.
O Monte Saraz foi o ponto de partida perfeito para uns dias de muito passeio e comida deliciosa, em que o calor tardio de outono fez questão de não nos largar.

Suite
 Mezanine da suite
 Vista do terraço
 
 

Sala de pequeno almoço
SHARE:

Sem comentários

Publicar um comentário

© Anantique. All rights reserved.