19/07/2017

Pilea peperomioides - a planta de que se fala



É a planta mais fotografada do momento. Sou aficionada por revistas, blogs, Instagram, Pintrest e mais houvesse, sobre decoração e comecei a reparar, com crescente curiosidade, numa planta que ultimamente se converteu numa estrela. A Pilea peperomioides (não consigo dissociar o nome de peperoni!) tem dado que falar e eu não resisti a esta febre.


O que é:
A P. peperomioides é uma planta de interior, com folhas verdes, redondas e finas, e que pertence ao grupo das suculentas. Também chamada de “Planta Chinesa do dinheiro” ou “Planta missionária”, é nativa na província de Yunnan, no sudoeste da China e foi trazida para a Europa na década de 40 por um missionário norueguês.

A história:
A P. peperomioides foi colhida pela primeira vez por George Forrest em 1906 e posteriormente, em 1910, nas montanhas Cang, província de Yunnan. Em 1945 esta espécie foi redescoberta pelo missionário norueguês, Agnar Espegren, em Yunnan. Agnar trouxe consigo alguns exemplares, no seu regresso à Noruega, em 1946 e foi oferecendo a familiares e amigos. De disseminação fácil, a planta começou a espalhar-se pela Escandinávia - o bom gosto nórdico presente nos mais pequenos detalhes!
É um exemplo de uma planta que se foi propagando entre jardineiros amadores, sem ser bem conhecida dos botânicos. A sua verdadeira identidade só foi finalizada nos anos 80, e a primeira imagem conhecida foi publicada em 1984 na Kew Magazine. Poucas plantas se podem gabar de terem sido um verdadeiro quebra-cabeças chinês :).

Porque gosto dela:
Tinha lido algures que não seria fácil encontrar a P. peperomioides, mas como algumas vezes me acontece, cismei que queria mesmo uma. Afinal, foi fácil. O pai é frequentador assíduo de hortos e por isso incumbi-o da tarefa de a encontrar, e assim foi.
É impossível ser indiferente a esta planta, de folha original e que combina tão bem com qualquer ambiente. Além do aspecto, a história, que não deixa de ser curiosa e rara. Por fim, uma grande vantagem, é fácil mantê-la, só precisa de luz, de preferência não directa e um pouco de água de vez em quando.


Não lhe resisti e estou verdadeiramente fã, e por aí?

The chalkboard
SHARE:

14 comentários

  1. Onde você achou a planta?

    Não acho em lugar nenhum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Felipe, eu estou em Portugal. Aqui encontrei nos Viveiros Juca, em Lanhelas.
      Tente uma pesquisa no Google para vendas online. Boa sorte!

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Nunca experimentei mas penso que já li alguma coisa sobre a Pilea dar-se bem na água.

      Eliminar
  3. Esta planta tem a venda na Leroy Merlin da Maia

    ResponderEliminar
  4. O preço é de 15 euros são lindas

    ResponderEliminar
  5. Acabei de comprar a minha que também já procurava há algum tempo 1,50€ no viveiro do Pinhal Novo

    ResponderEliminar
  6. Na Mia Luzia em Santo Tirso costuma haver. Na Flor do Norte há uns dias também havia muitas, a 1€. Quanto à sua, é muito bonita, mas não é uma pilea. As folhas da pilea peperomioides são perfeitamente redondas, nascem de um único caule que acaba por ficar lenhoso, e as folhas nascem a toda a volta do caule, para cima, formando uma espécie de "fonte"; reproduz-se rapidamente através de raízes que se transformam em plantas e se unem ao caule original. A sua parece-me antes uma Peperomia polybotrya. Tem no site do Ikea.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miquinhas, tem toda a razão! Comprei esta planta como sendo Pilea peperomioides mas só há pouco tempo percebi que é a Peperomia polybrotia. A Pilea tambem ja a tenho, trouxe-a de Copenhaga. Um dia destes faço um post sobre estas duas plantas.

      Eliminar
    2. No mercado livre vc encontra...comprei a minha no Ceasa de Campinas.

      Eliminar
    3. A minha tem dado filhotes, por isso tenho algumas Pilea. Em relação à Peperomia polybrotia escrevi este post sobre ela :)
      https://anantique-cca.blogspot.com/2018/11/pilea-peperomioides-ou-peperomia.html

      Eliminar
  7. Bom dia tenho esta planta mas estou muito triste porque as folhas da minha planta começam a ficar escuras e posteriormente caiem alguém sabe o que posso fazer adoro esta planta como não a encontrei em Lisboa encontrei-me comprei em Bruxelas gostava que ela não secasse.

    ResponderEliminar

© Anantique. All rights reserved.