19/11/2017

As muitas vidas do sofá anos 50


Era um conjunto de dois sofás individuais e um duplo, dos anos 50, daqueles em napa e pés curtos em palito. Pertenceram a uma amiga da avó que num dado momento deixou de os querer e foram parar à garagem. Quando o pai se formou, e precisou de mobilar o consultório, em plenos anos 70, o conjunto de sofás voltou a ter utilidade. Assim foi durante vários anos, até que mais uma vez foram "encostados".


Quando há mais de 10 anos mobilei a minha casa, recuperei os dois sofás individuais, estofei-os e ficaram como novos. Um foi para o quarto e o outro para a sala.
O do quarto, na imagem, foi estofado em tecido cor de tijolo.


Mais recentemente, senti vontade de mudar os tecidos do quarto, para tons mais suaves e neutros e o sofá não podia ficar esquecido. Resolvi forrá-lo com estopa branca, a mesma que usei para a colcha, e debruá-lo, como muitas vezes se vê em sofás desta época, em tecido castanho, igual a umas das almofadas. E o resultado foi este.
Muitas vidas, vários ambientes, mas sempre o mesmo sofá, um bom exemplo de slow design, sobre o que escrevi há uns tempos.

SHARE:

1 comentário

  1. Olá Ana, um bom exemplo de como uma peça clássica e intemporal se adapta a todas as situações e fica bonita em qualquer ambiente! beijinho.

    ResponderEliminar

© Anantique. All rights reserved.