14/10/2018

O quarto da Clara


Durante vários anos foi o quarto da "tralha" mas também acolheu amigos e sobrinhos, era o quarto das palettes, que mostrei num post há tempos. Hoje é o quarto da baby Clara e para isso sofreu uma grande transformação.


O investimento foi bem pequeno, porque como fui mostrando em posts anteriores, reutilizei peças antigas, dando-lhe uma nova vida. Também optei por algumas soluções Ikea, de que gosto particularmente e até artigos compramos em segunda mão. Como uma folha em branco, fomos montando e criando com todo o carinho.

Começamos pela caminha de grades, a clássica Sniglar, em faia, do Ikea, muito simples e sempre actual.



O pape de parede foi paixão à primeira vista. Procurava um papel com fundo verde menta e morri de amores por este, muito suave e com estrelinhas cinza que se transformam em prateadas, com a incidência da luz. O papel foi comprado na loja Nicho, que se dedica essencialmente à decoração infantil.

A maravilhosa colcha de patchwork e a almofada de amamentação foram feitas pela minha irmã, como mostrei em As costuras da tia Helena. As almofadas, estrela e lua, bem como o cesto de verga com pompons, são do DeBorla, que me tem surpreendido tão positivamente ultimamente.


A cómoda mostrei-a em A cómoda: de tia para sobrinha, foi do quarto antigo da minha irmã e decidi reutilizá-la, mudando os puxadores que comprei na plataforma Etsy.

O tapete verde é da Lorena Canals, comprado online no site da Bebitus. Tem várias características que o tornam ideal para um quarto de bebé: é 100% algodão, isento de corantes tóxicos e lavável em casa.

O pequeno e fofo tapete branco é o Ludde - pele de ovelha, do Ikea. É muito versátil porque tanto pode ser usado como tapete ou sobre cadeirões e combina com qualquer ambiente. Vai ser óptimo para deitar a Clara a brincar.


O cavalo de pau trouxe-o da minha infância e dei-lhe um toque de sofisticação deixando à vista a madeira de pinho, como descrevi em O cavalo-de-pau.

A cadeira de baloiço é a clássica Poang do Ikea. A particularidade é que esta comprei-a no OLX e optei por forrar o estofo com tecido verde menta, a condizer com o quarto.

Outra peça de que também gosto muito é o pouf em croché, comprado no El Corte Inglês. Serve tanto para sentar como para apoio de pés, para a cadeira de amamentação.

Como mesinha de apoio à cadeira de amamentação usei um tronco de sobreiro, pintado de branco, que tem uma longa história, já que veio de um antigo sanatório, como contei em O sobreiro do sanatório.

As cortinas não são mais que dois longos panos brancos, que em Marrocos têm uma função bem diferente, são os haik, tal como contei em De "haik" a cortina.


As prateleiras são todas made in Ikea, as de faia são as Flisat e as brancas, são as Mosslanda.


Por fim, a grinalda de iluminação sobre a janela é, tal como o papel de parede, da loja Nicho.


Muitas horas de Pinterest, para amadurecer as ideas que tinha para o quartinho e pesquisa em lojas e online de tudo o que queria comprar. Tudo coisas que adoro fazer, para chegar ao resultado que pretendia. É um quarto onde apetece estar e que será palco de muitas brincadeiras.
SHARE:

2 comentários

  1. Olá Ana, gostei muito de acompanhar a evolução e as opções para o quarto da Clara, que resultou num ambiente pessoal e tão lúdico. Sou particularmente sensível à colcha de patchwork pois adoro e pratico esta "arte" e tenho eu própria algumas mantas no meu "currículo". Adoro as cores da mesma assim como o papel de parede, que é super original e ao vivo deve fazer um efeito e tanto. Parabéns, Ana, pela chegada da sua filha e por este quarto tão inspirador!Bjs

    ResponderEliminar
  2. Como a Clarinha se sentirá bem neste quarto tão acolhedor!
    Antevejo que será, para ela, palco de momentos muito felizes e de brincadeiras partilhadas pelos seus queridos papás.
    Aqui vai para os três um beijinho acompanhado de um xi-coração.

    ResponderEliminar

© Anantique. All rights reserved.