06/03/2015

Companhia Colonial de Navegação

Adoro malas antigas. De cartão, de couro, mais toscas, mais luxuosas, enfim, gosto da estética e da história que carregam.
Comprei esta mala de cartão por uma pechincha na feira da ladra. Estava, sem dúvida, a precisar de arranjo e limpeza. Mas o que não se faz quando se frequenta o Artlier?





Depois de colada uma das baguetes de madeira e de refeito um pedaço, foi limpa com White Spirit e polida com graxa azul.

A quem pertenceria esta mala de porão que viajou em 3ª classe, pela mão da Companhia Colonial de Navegação (CCN)...?

A CCN foi constituída em Angola em1922 para explorar o serviço de ligações marítimas entre Portugal continental e as suas colónias ultramarinas, nomeadamente em África. Por altura da 2ª guerra mundial iniciou as carreiras transatlânticas para o Brasil e Estados unidos. Em 1974, a CCN fundiu-se com a Empresa Insulana de Navegação (EIN) para formar a Companhia Portuguesa de Transportes Marítimos (CPTM). Durante a sua existência a CCN deteve 47 navios.

É bem possível que esta mala tivesse andado pelo porão do Vera cruz, um navio de passageiros que entre 1952 e 1961 fez a carreira para o Rio de Janeiro. Tinha capacidade para 1242 passageiros, divididos em 3 classes.





SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© Anantique. All rights reserved.