28/08/2016

A queijeira

Há uns meses atrás, num passeio de sábado de manhã pela feira da Ladra, reparei nesta velha queijeira. Estava bastante suja, degradada e em algumas zonas muito raspada por unhas de gato. Apesar do estado apeteceu-me trazê-la, embora não soubesse, na altura, em que haveria de transformá-la.
Retirei as redes, lixei, substituí o fundo e estava pronta para iniciar o make up.


SHARE:

23/08/2016

Belvedere


Ha sítios que nos inspiram, que nos fazem querer ficar. Sítios em que cada detalhe é pensado e elaborado com amor e por isso nos fazem sentir longe do turismo de massas. O Belvedere resort, um pequenino resort de 7 bungalows, em Zanzibar é um desses casos.

Gabriele, o dono, nasceu na Roménia mas viveu boa parte da vida em Viena. Há 4 anos apaixonou-se por Zanzibar, vendeu tudo o que tinha na Europa e fixou-se em Jambiani, uma vila de pescadores na costa Este de Zanzibar. Começou por construir uma casa, a sua, e pouco depois construiu os bungalows para o turismo, mesmo ao lado.

Para se chegar aqui atravessa-se a pequena vila, em direção ao mar. Em Jambiani, os homens pescam e as mulheres cultivam alga marinha para vender à indústria farmacêutica e de cosméticos. 

Sobre a areia branca e de frente para o mar turquesa, nasceu este Belvedere. Apaixonei-me mal cheguei. Tudo bonito e cuidado ali.
SHARE:

01/08/2016

Lodge Maasai



Em plena estepe Maasai, no norte da Tanzânia, fica o Africa Amini Maasai Lodge (http://www.africaaminilife.com).

Um verdadeiro oásis depois de mais de 70 km em picada que mais parecia levar-nos a lado nenhum. Mas não, este lodge construído à semelhança das aldeias Maasai, valeu cada minuto da longa viagem.

Daqui avista-se o pico gelado do Kilimanjaro, a montanha mais alta de Africa e o monte Meru. Natureza a perder de vista.

É um lugar tranquilo e inspirador, em contacto estreito com a tribo Maasai, o seu modo de vida, cultura, rituais e tradições.

Os bungalows foram construídos em adobe, com tecto de colmo, e foram delicadamente decorados com peças feitas à mão. As cores garridas dos tecidos e as missangas não nos deixam esquecer que estamos em território Maasai.

Cheio de detalhes deliciosos, este lugar transpira bom gosto e autenticidade.
SHARE:
© Anantique. All rights reserved.