07/11/2019

Casa das Penhas Douradas


Contas feitas, não visitava a Serra da Estrela há uns 30 anos, uma eternidade. A verdade é que a ânsia de conhecer outras latitudes quase me faz esquecer as maravilhas que temos tão perto.
Andávamos com vontade de conhecer a Casa das Penhas Douradas ou a sua irmã, a Casa de São Lourenço e acabamos por reservar na primeira, que se localiza a 1500m de altitude, precisamente nas Penhas Douradas.
SHARE:

08/09/2019

Missão cumprida


Aquele sentimento bom de missão cumprida, é o que sinto neste momento. Em meados de Outubro do ano passado, decorria a minha licença de maternidade, propus-me concretizar um desejo que tinha há muito, um curso de design de interiores. Pois bem, no final de Julho concluí este desafio, tão gratificante esta sensação!

SHARE:

09/06/2019

(S)KetchUp



Os últimos tempos têm sido exigentes! O desafio do regresso ao trabalho, uma bebé de meses e o curso de design de interiores que ainda decorre. Tempo não sobra nenhum, mas apesar do corre-corre, sou muito grata, por tudo isto.

Da última vez que dei notícias, já lá vão uns meses, tinha acabado de iniciar um novo projeto no curso de interiores, e que trabalho me deu! Tratava-se de uma moradia duplex, no cais de Gaia, em que para além de desenhar todo o layout, tinha de me centrar na sala, cozinha, lavandaria e quarto do bebé. Para estas divisões projectei todo o mobiliário e desenhei em Autocad e em 3D Sketch Up.

SHARE:

22/02/2019

As voltas da vida




Lembro-me de ter uns 12 ou 13 anos e adorar educação visual e desenho, até me lembro o nome dos professores, Prof. Viana e Arq. Rebelo, este último uma fera. Lembro-me também de, na altura, mencionar a uma amiga que se tivesse jeito para desenhar iria para arquitetura, embora acho que nunca o verbalizei em casa. 
O tempo passou e com ele essa ligação às artes. O certo é que nunca foi uma hipótese seguir artes e nem o facto da minha irmã ser arquiteta me desviou um milímetro do meu caminho, na saúde. E não estou arrependida.

SHARE:

16/01/2019

Galiza a três


Depois da Clara nascer, combinamos que, quando possível, iríamos a Santiago de Compostela, que já não visitava há mais de 20 anos. A oportunidade chegou agora, ao quinto mês da Clara. Não fomos nem a pé, nem de bicicleta mas confortavelmente sentados, a nossa “peregrinação” foi outra, visitar as “capelinhas” da Galiza, que andavam no imaginário do Tiago :)

SHARE:

04/01/2019

Obrigada 2018 // Olá 2019


Só tenho a agradecer ao ano que agora terminou, ficará para sempre gravado na minha memória como um ano singular, o ano em que, apesar das ansiedades normais de qualquer grávida, trouxe uma felicidade sem precedentes, a Clara.

SHARE:
© Anantique. All rights reserved.